/ 08.mar.2017

ESCLARECIMENTO SOBRE POTES DE PLÁSTICOS 

Você é daqueles que leva marmita para o trabalho diariamente? 

Qual recipiente você escolhe? 

Acha que é tudo igual? 

Então dá uma olhadinha nas dicas que preparei para você saber como fazer a melhor escolha:

– Potes de Vidro: 


   
  

Embora um pouco mais pesados, esses recipientes têm a garantia de não conter compostos tóxicos presentes em alguns plásticos. Por isso, são uma excelente escolha! O único cuidado é que se você usar vidro comum, é possível que, ao retirar do micro-ondas com a comida quentinha e colocar em uma superfície de pedra fria (mármore, granito), seu potinho se quebre. Então muito cuidado.

– Potes de Plásticos:

                 

Cuidado na hora de escolher seu pote de plástico! Alguns recipientes podem conter compostos potencialmente prejudiciais à sua saúde. Embora esses materiais sejam considerados “seguros à saúde” pela ANVISA, diversos estudos mostram seus efeitos como disruptores endócrinos (xenoestrógenos).

O que isso significa? Algumas toxinas, que podem ser liberadas nos alimentos pelos plásticos, entram no corpo e se comportam como estrógeno, hormônio sexual feminino, influenciando a ação de algumas glândulas e aumentando ou diminuindo a ação de vários hormônios.

A liberação dessas toxinas pelo plástico acontece quando você aquece comida no seu pote ou quando coloca uma comida muito quente dentro dele. 

Por isso, se for usar potes de plástico, tenha a certeza que comprou um pote sem essas subtancias. Na hora da compra, tenha a certeza que seu pote é indicado para aquecimento indicando que é livre de Bisfenol A, geralmente indicada no rótulo do pote.

O que o Bisfenol A faz no corpo?

Mais famosa das toxinas presentes em materiais plásticos, o BPA é alvo de estudos há anos. Após a proibição de sua utilização em mamadeiras e produtos para bebês pela União Europeia, em 2011, vários países adotaram a mesma política, inclusive o Brasil. 

Efeitos nocivos à saúde:

Homens: sua absorção é associada à baixa qualidade do esperma, infertilidade e incidência de câncer, principalmente de próstata. 

Mulheres: infertilidade, endometriose, síndrome do ovário policístico e câncer de mama. 

Em ambos os sexos: estudos também sugerem alteração dos hormônios da tireoide, alteração da liberação de insulina pelo pâncreas, aumento das células de gordura, inflamação e estresse oxidativo.

Como identificar o BPA no seu pote de plástico:

Muitas marcas atualmente adicionam o carimbo “BPA free” em suas embalagens. 

Quando essa informação não está presente, tenho outra dica: Todos os materiais plásticos obrigatoriamente têm, na embalagem ou no site do fabricante, um número, que indica seu código de reciclagem. Apenas produtos com o código 7 podem conter BPA. Então, se tem qualquer outro número, pode ficar tranquilo: é BPA free!

A boa notícia é que várias marcas estão se conscientizando dos efeitos danosos à saúde do BPA, e aboliram esse composto de seus produtos. 

Algumas vão além e ainda informam seus consumidores sobre essa substância. Olha que iniciativa legal da SANREMO, que não utiliza Bisfenol A em nenhum dos seus potes e ainda fez esse vídeo super elucidativo!

Clique assim pra assistir o vídeo:

www.sanremo.com.br/

       

Potes SANREMO

Bibliografia:

http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0890623813003456

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16004980

http://veja.abril.com.br/saude/como-manter-o-bisfenol-a-longe-de-seu-filho/

http://www.bisfenol-a.org.br

http://portal.anvisa.gov.br/alimentos/embalagens/bisfenol-a

https://www.sanremo.com.br/

http://www.endocrino.org.br/bisfenol/

http://www.oarquivo.com.br/variedades/qualidade-de-vida/4277-disruptores-end%C3%B3crinos-parte-2.html

http://nutricaogeovanaebaid.blogspot.com.br/2011/08/bisfenol-e-obesidade.html

https://carolinagabriel.com.br/bisfenol-a-sexualidade-e-cancer/

http://nutrianapaula.com.br/produtos-bpa-free/

http://centopeiachic.blogspot.com.br/2013/09/embalagens-plasticas-sao-seguras-saiba.html

 

COMENTE PELO FACEBOOK
COMENTE NO BLOG

LEIA MAIS