/ 14.set.2016

10 alimentos que você deve parar de comer agora

Não comer

Às vezes precisamos comer rapidinho, às vezes em lugares estranhos ou que ofertam pouca variedade de opções saudáveis. É bom saber, contudo, que algumas coisas nós não devemos comer ‘de jeito nenhum’! Alguns alimentos, ingredientes ou formas de preparação não retardam somente o processo de emagrecimento, mas afetam a saúde drasticamente.

Alguns alimentos que ganharam popularidade devido a praticidade são verdadeiros vilões da dieta moderna. A surpresa é que muitos desses alimentos são “marketeados” como saudáveis, ou “mais saudáveis” que opções similares e acabam sendo escolhidas pelo público que nem desconfia que está sendo uma vítima de um marketing muito bem feito.

1. Margarina

margarina-pao-620x330

Marketeada como “melhor” alternativa ao ser comparada com a manteiga, na realidade a margarina (TODAS as marcas e tipos) são muito, mas muito piores do que a manteiga!

E nem a “Becel” não se safa!

A margarina é um produto fabricado artificialmente, repleto de toxinas e gorduras trans. Por mais que as marcas “jurem de pé junto” que suas margarinas não tem gordura trans, algum ingrediente é necessário ser incluído na margarina pra sua formulação funcionar e, geralmente o que é acrescido é a gordura vegetal hidrogenada. Ou seja, o mesmo que gordura trans só que com outro nome.

2. Cereal

nesfit

Mais um na lista dos “parece saudável, mas não é”. Alguns cereais em caixa são saudáveis sim, esses são aqueles sem açúcar a base de milho transgênico, trigo (ou outros tipos de fibras) e aveia como Kellogg’s Special K por exemplo que é um simples cereal de arroz sem açúcar.

Cereais com açúcar e com sabor tem apenas o objetivo de serem mais um alimentos tipo “bolacha” para enganar o estômago das crianças e adultos. Não há nada saudável nesses cereais e muitos deles são feitos a base de milho e soja transgênicos.

3. Fritura

Você já deve saber que deve evitar frituras a todo o custo, então esse item não é uma surpresa. Resolvi adicioná-lo para falar sobre as alternativas que podemos lançar mão quando estamos comendo fora de casa, em lugares onde não há muitas opções como lanchonetes, aeroportos ou rodoviárias.

Mesmo nesses lugares onde parece só haver fritura, podemos encontrar algumas opções “levemente” mais saudáveis. Não que você possa comer livremente esses alimentos, mas eles são alternativas melhores quando as opções são limitadas.

– Pão de queijo: queijo é claro, engorda e não é lá muito bom para a sua saúde, mas pão de queijo é definitivamente melhor do que um pastel!

– Esfiras: esfiras assadas também substituem bem as frituras em locais como lanchonetes e podem até ser saudáveis dependendo dos ingredientes.

– Pão de batata: mais uma opção que não é ideal, mas é melhor do que coxinhas e empadinhas!

O que deve ser evitado nesses lugares: pastel, coxinha, empadinha, donuts, risoles, croquetes e tudo o mais que for frito ou feito com muita gordura (empada).

4. Pipoca de micro-ondas

dsc07088

Papo sério agora, sem problemas consumir uma pipoquinha caseira na panela.

Mas, agora: A pipoca de micro-ondas é repleta de aditivos e gordura trans que causam entupimento nas artérias, dificuldade de cognição e, alguns desses aditivos, especialmente os que dão sabor tem sido intimidamente ligados à câncer!

Deve entrar na sua lista de produtos pra talvez, nunca mais consumir messsmo!

5. Refrigerante

Também não é uma surpresa, mas vale a pena enfatizar: refrigerantes fazem muito mal e não providenciam nenhum benefício. É como tomar veneno deliberadamente. Refrigerantes liberam benzeno na corrente sanguínea, um composto presente também em solventes, detergentes e que causam um mal enorme à sua saúde. Mais informações neste post aqui.

Obesidade, diabetes e doenças coronárias já vem sido linkadas ao consumo de refrigerantes há décadas.

E não se engane com os refrigerantes diet (zero, light ou o diabo a quatro!). Esses são ainda piores, tendo sido ligados a esclerose múltipla e fibromialgia, além dos mesmos problemas causados pelos refrigerantes tradicionais. O uso de adoçantes é o problema e se aplica também aos adoçantes usados em outras bebidas.

6. Molho de tomate enlatado (ou “empacotado”)

images

O molho de tomate industrializado contém aditivos, o principal deles, açúcar. Mesmo quando a embalagem diz “sem conservantes”, o molho não é “natural”, açúcar evidentemente não é um “conservante”.

Outro problema com o molho de tomate industrializado é que o tomate é um dos legumes que mais absorve pesticidas e herbicidas e no final das contas é você quem vai estar ingerindo esses produtos tóxicos que nunca foram feitos para consumo humano. Mesmo que o molho de tomate não contenha nenhum conservante, você ainda estará ingerindo os pesticidas e herbicidas que foram absorvidos pelo tomate, em uma quantidade muito maior.

Molho de tomate deve ser feito “artesanalmente” com tomate orgânico ou se você conseguir encontrar, molho de tomate orgânico vendido em vidros.

O mesmo vale para o ketchup (que é ainda pior devido ao alto teor de sódio e açúcar).

7. Shoyu (molho de soja)

Muita gente não sabe que shoyu não é saudável e até mesmo acha que é, associando o molhinho às comidas japoneses, tidas como muito saudáveis como sashimi (peixe cru) e sushi.

O shoyu não é realmente um vilão como o bacon, a margarina e o refrigerante, mas ele deve ser consumido somente esporadicamente. Muita gente tem se adquirido mais um hábito Americano de colocar shoyu em coisas como saladas.

O problema do molho de soja é o conteúdo altíssimo de sódio. Sódio é muito bom para o seu corpo, de fato, se você não consumir sódio suficiente você pode ter todo o tipo de problema, de parada cardíaca a dores de cabeça. Contudo, existe um balanço muito sutil no consumo desse mineral. Só um pouquinho a mais do que o que o seu corpo precisa e você começa a reter líquidos, ficar inchado e ter problemas de hipertensão.

Ao consumir shoyu com sushi ou sashimi, sempre prefira a opção com sódio reduzido. O sabor é melhor e você não está consumindo uma quantidade exorbitante de sódio.

molho-shoyu-macrobiotico-daimaru

Procure por Shoyus macrobióticos sem aditivos como este aqui!

 

9. Salmão (do Atlântico)

Muita gente fica chocada ao saber que o salmão disponível no Brasil é “falso”! Salmão “de verdade” só no hemisfério norte em algumas poucas regiões como o Noroeste dos EUA, Alaska, e norte da Europa. O salmão dos oceanos do Sul já acabou há décadas. Para substituir esse peixe em extinção, assim como foi feito com a tilápia, empresas começaram a criar truta salmonada em cativeiro, produzindo o salmão “rosinha” que se vê hoje no Brasil.

O problema todo, como discuto no artigo, é que a condição de criação em cativeiro faz com que o “produto final” esteja repleto de mercúrio, um metal pesado que acarreta doenças cerebrais como Mal de Alzheimer e também contém aditivos que vão desde antibióticos até corantes (basta ver que o peixe de cativeiro que ingerimos não tem a cor natural do salmão bem avermelhado do Alaska).

Consuma no máximo até 2x na semana. Mais que isto, você pode estar em risco de intoxicações sérias de mercúrio.

Leia mais sobre a história do salmão aqui.

10. Bolacha água e sal

E por último, talvez a maior de todas as surpresas! Muita gente que está fazendo dieta escolhe bolachinhas água e sal como opção para “não comer o que não deve”. Mas qual o problema da pobrezinha da bolacha água e sal?

Bom, pra começo de conversa, “água e sal” é só o nome, claro. A bolacha é feita com farinha, gordura vegetal e açúcar, como todo biscoito. Misture água e sal, vê se você consegue fazer uma bolacha!

O nome se dá devido ao fato de que a bolacha não tem gosto específico. Não é de morango, não é de chocolate, não é de baunilha, é simplesmente um produto cujo gosto vem do sal e do açúcar adicionado.

Nenhum desses ingredientes, contudo, vai ajudá-lo a emagrecer, mas todos eles vão atrapalhar (e muito) sua dieta já que são coisas que você deve evitar.

 

Este post foi útil pra você? Vou adorar receber o seus comentários e/ou dúvidas abaixo!

Aqui você pode receber também meu livro digital gratuito, basta inserir seu nome e email abaixo:

COMENTE NO BLOG
  • Vânia Buxbaum

    Certíssima!!!!! Não custa lembrar mil vezes estes pequenos grandes detalhes…

    • KarenSchlosser

      Oi Vânia, feliz que gostou do artigo! Beijão e continue por aqui sempre 😉

  • Luciana Gujel

    Parabéns,adorei as dicas!!

    • KarenSchlosser

      Oi Luciana! Que bom que gostou das dicas! Beijinhos 🙂

  • Liani

    Informações muito úteis!
    Pena que a mídia não tem compromisso com a saúde e só com a venda. Porque cada coisa que vendem como saudáveis! Com imagens e pessoas bonitas como se aquilo que aparece fosse algo indispensável ou saudável.
    Espero que mais pessoas leem e modifiquem sua alimentação.
    Parabéns pelo seu trabalho, Karen!

    • KarenSchlosser

      Oi Liani, é por aí mesmo… Mas acredito que a maior mudança acontece dentro da nossa casa, na educação, aconselhando um amigo, isso já é uma grande mudança! E vamos caminhando, um dia a gente chega lá. Obrigada pelo seu comentário! Bjs

LEIA MAIS